Tempo seco exige cuidados reforçados com a pele

Doenças respiratórias e cutâneas se tornam muito comuns nesse período do ano

https://revistaevoke.com.br/wp-content/uploads/2017/09/revista-evoke-avatar.png
Revista Evoke
Bem Estar, Saúde
09/09/19 10:47

De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), o mês de setembro será marcado por altas temperaturas e baixa umidade. Um clima “típico” durante o período de seca no Distrito Federal – uma característica fortemente vinculada à capital.

Quando a umidade relativa do ar atinge números menores que 30%, a Organização Mundial de Saúde (OMS) considera a situação como de alerta. O ideal é que o percentual se mantenha entre 50 e 80. Na maioria das vezes, viroses, alergias, inflamações por bactérias, rinites e sinusites aparecem nessa época, quando o tempo está mais seco que o comum.

Para evitar problemas a longo prazo, faz-se necessário aumentar a ingestão diária de água. A quantidade ideal para hidratar o corpo varia de pessoa para pessoa, levando em consideração a idade, peso, intensidade das atividades físicas realizadas e até mesmo o quanto a pessoa é exposta ao calor.

Atenção!

“Manter o corpo hidratado é fundamental na época de seca. Uma dica para impedir, parcialmente, a evaporação da água do corpo pelos poros é utilizar um óleo após o hidratante corporal. Esse produto é responsável por formar uma camada protetora que fortalece a pele por se juntar aos lipídios presentes no órgão”, aconselha Larissa Pignata, especialista em Dermatologia e coordenadora de Enfermagem do Cenfe, centro especializado em tratamento de feridas, localizado em Brasília.

Larissa ainda pontua que o ressecamento, além de causar aspereza na pele, pode levar a descamações, aparecimento de irritações, dermatites e, em casos mais graves, infecções secundárias. A psoríase – doença formadora de escamas e manchas secas que causam coceira – e a dermatite atópica – inflamação cutânea – são comuns nesse período.

Nesses casos, é necessário procurar um dermatologista para o correto tratamento da pele em situações mais graves, como as citadas anteriormente.

Dicas

“Aconselhamos o consumo de frutas e verduras, evitando alimentos mais pesados e gordurosos. Os banhos devem ser mais gelados e com sabonetes glicerinados. Para as mucosas do nariz, o soro fisiológico é um grande aliado para evitar ressecamento”

Recomenda-se evitar, também, a exposição ao sol e ao ar condicionado, que retira a umidade do ar. Portanto, a melhor opção para as próximas semanas é o umidificador. As bebidas alcoólicas e os refrigerantes também devem ser dispensados; enquanto a água, os sucos naturais e os chás são opções mais apropriadas para hidratar o corpo.

 

 

 

Revista Evoke

Acompanhe todas as novidades pelo instagram.