Coração na Ponta da Chuteira

Sua saúde também é importante

https://revistaevoke.com.br/wp-content/uploads/2017/07/revista-evoke-colunista-renault-ribeiro.jpg
Renault Ribeiro
Bem Estar, Saúde
30/04/18 17:55

Passadas as festas e o carnaval, o brasileiro tem o costume de dizer que finalmente começará o ano. Apesar de termos uma eleição presidencial, um evento esportivo costuma sacudir os corações do brasileiro a cada 4 anos. A copa do mundo de futebol que este ano será realizada na Rússia. Mesmo distante de nós, seremos milhões de brasileiros atentos na frente de tvs do norte ao sul deste pais. Neymar e cia, capitaneados pelo competente Tite, irão atrás de mais uma taça do mundo.

Mas será que precisamos ter mais cuidado com a nossa saúde nesse período de Copa? A resposta é: sim. Diversos estudos já demonstraram que durante importantes competições esportivas, em especial no Brasil, a Copa do Mundo de Futebol, aumentam os números de infarto agudo do miocárdio e também o número de derrame cerebral. Parece óbvio para alguns imaginar que estresse emocional seria o fator desencadeador de tais eventos. Sem dúvidas as emoções boas e ruins podem gerar um estímulo adrenérgico e, com isso, promover uma maior frequência de trombos no coração e o desenvolvimento de arritmias cardíacas que podem ser letais. No entanto, já identificamos outras causas interessantes. Por exemplo, podemos citar algumas aqui. Alguns pacientes portadores de hipertensão ou colesterol alto deixam durante o período de Copa de tomarem seus remédios pois preferem ingerir bebidas alcoólicas durante os jogos. Por se tratarem de problemas crônicos, a descontinuidade da medicação deixa os pacientes em maior risco de eventos. Também já foi identificado um maior consumo de cigarros durante os jogos. Não só isso, mas também ocorre um aumento de faltas em ambulatórios médicos durante a competição. A realização de exames complementares preventivos e de controle também são reduzidas. Porque a maioria dos pacientes prefere retardar para não comprometer seu acompanhamento dos jogos. Uma especial menção deve ser feita em relação a alimentação do brasileiro. Durante os jogos, o volume de alimentos tais como churrasco, feijoadas e moquecas são mais vistas nas mesas brasileiras. O brasileiro gosta de celebrações e a cada jogo uma festa é programada e os excessos acabam ocorrendo quase durante todo o mês da competição. Um erro comum é o exagero em realizar atividades físicas em dias sequentes aos jogos como forma de compensação, sem nenhum preparo ou orientação. Toda essa sequência de exageros e falta de cuidados podem colaborar para uma tragédia como um infarto ou um AVC.

Portanto, sugiro que exames preventivos sejam realizados na população de maior risco como os homens acima de 55 anos e mulheres acima de 65 anos, tabagistas, portadores de hipertensão arterial, colesterol elevado e diabéticos. Jamais suspender a medicação durante os jogos e não se exceder na bebida e na comida, especialmente os doces e alimentos industrializados. Tomados esses devidos cuidados, você, seus familiares e amigos poderão usufruir de uma bela Copa do Mundo. Pois não se iluda, a vantagem que o Brasil teve durante as eliminatórias não tornará a Copa fácil para nós… Mas se por acaso formos eliminados antes das finais, precisaremos estar com nosso coração em dia para secarmos os argentinos e, claro, agora mais do que nunca: os alemães! Capriche na saúde, quem sabe, para se deliciar com um chucrute e uma cerveja alemã, sempre com moderação!

Boa Copa do Mundo.

 

 

Revista Evoke

Acompanhe todas as novidades pelo instagram.