Quilombo da Liberdade, raízes

Espetáculo circula pelas escolas do DF

https://revistaevoke.com.br/wp-content/uploads/2017/09/revista-evoke-avatar.png
Revista Evoke
Lifestyle, Tonalidade
10/09/18 16:24

A caravana formada pelo Grupo Cultural e Social Grito da Liberdade desembarca para a nona temporada, nas escolas públicas do DF, com o espetáculo “Quilombo da liberdade, raízes”. A montagem leva aos estudantes aspectos da história da África e dos africanos, a luta dos negros no Brasil, a cultura negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacional. O intuito é que, a partir do espetáculo, os alunos reflitam sobre a condição do negro na época da colonização e a de hoje, e o papel desse povo na formação da identidade brasileira.

Por meio de cantos e danças da capoeira, com pitadas de circo e poesia, a montagem aborda temas como agressões em ambiente escolar, machismo e racismo. De acordo com o diretor da peça, Ankomárcio Saúde, as crianças e os jovens sempre se identificam com a música e os movimentos da capoeira. “Acreditamos que diante do aumento da violência nas periferias do DF é fundamental que a comunidade escolar contribua com seu olhar sobre as causas e consequências do envolvimento de jovens e crianças com o álcool, as drogas”, disse. “Até onde os ônibus lotados de hoje não são os navios negreiros de ontem, e as favelas quilombosurbanos?”, provoca o diretor.

O espetáculo leva aos jovens mitos e ritos dos afrodescendentes numa mescla de capoeira regional e angola e das danças de puxada rede, dança do bastão e maculelê, em que os negros são protagonistas. “Uma fusão em que a beleza dos movimentos junto a plástica do figurino prende a atenção de todos os alunos para aprenderem sobre a história negra do país como processo formador de nossa identidade”, explica Ankomarcio.

O projeto tem como idealizador o Mestre Cobra, líder do grupo de capoeira Grito de Liberdade. “O objetivo, além de perpetuar a cultura africana e a formação cultural brasileira, é descentraliza a produção e apresentação de movimentos artísticos em Brasília, passando por diversos pontos do Distrito Federal”, diz o capoeirista em defesa de suas tradições.

 

Apresentações:

11/09 – 10h e 14h

Escola Classe Kanegae

EPNB Colônia Agrícola Riacho Fundo I

 

12/09 – 10h, 14h e 19h30

CEM 414

AE Setor Norte Samambaia Sul

 

13/09 – 10h e 14 h

CEM 304

Samambaia Sul

 

17/09 – 10h e 14h

CEF 09

Setor D Sul Q SD Taguatinga Sul

 

19/09 – 10h e 14h

CEM 03

QSE 05 Taguatinga

 

20/09 – 10h e 14h

Escola Classe 11

OSE 14 AE Taguatinga Sul

 

Revista Evoke

Acompanhe todas as novidades pelo instagram.