Profissionais de saúde do HRAN recebem homenagem

Ação solidária distribuiu 400 buquês de flores e gerou impacto positivo para as floristas

https://revistaevoke.com.br/wp-content/uploads/2017/09/revista-evoke-avatar.png
Revista Evoke
Notícias, Só Notícia Boa
01/06/20 16:45

Na sexta-feira (29), os profissionais de saúde do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), unidade referência no combate a Covid-19, foram presenteados com flores. A campanha “Flor é Alimento para a Alma”, promovida pela Embaixada do Reino dos Países Baixos, incentiva a compra de flores de maneira segura, e ganhou apoio no Distrito Federal com a compra de 6000 Tulipas para a distribuição aos profissionais.

Em parceria com a  BrasFlores, do Instituto Brasileiro de Floricultura – IbraFlor, da Yoshida – Decoração Floral, de Jan De Wit, Rizzo e Veiling Holambra, a campanha distribuiu, entre 12h30 e 19h, 400 buquês com flores que vieram de Holambra, São Paulo, cidade conhecida como a capital das flores.

Além de movimentar o mercado de flores, que emprega mais de 200 mil pessoas no Brasil e já em março registrou perda de 70% de suas vendas, a ação teve como objetivo, segundo o Embaixador Kees Van Rij,  “levar reconhecimento e agradecimento por toda dedicação e esforço dos profissionais que enfrentam o maior desafio de todos, o de preservar vidas”.

A ação, recebida com carinho, emocionou a equipe do hospital. “Em nome dos profissionais da saúde queremos agradecer o carinho e reconhecimento neste momento difícil que estamos passando. Qualquer gesto como esse nos motiva para realizar o nosso trabalho”, declarou Celi Maria da Silva, diretora administrativa do HRAN.

 

Mercado de flores

Com aproximadamente 8,3 mil produtores e 15,6 mil hectares de área cultivada, o Brasil movimenta R$ 8,67 bilhões em toda sua cadeia no mercado de flores, gera 210 mil empregos diretos e mais de 800 mil indiretos.

Durante a crise, o fechamento de comércios e o cancelamento de eventos, segundo o Instituto Brasileiro de Floricultura (Ibraflor), proporcionaram impactos negativos, com previsão de que o setor deixe de vender, até maio, aproximadamente R$ 1,4 bilhão.

 

 

 

Revista Evoke

Acompanhe todas as novidades pelo instagram.