Lobo Fest acontece no Centro Cultural Banco do Brasil

Seleção de longas e curtas marca a pré-estreia da mostra

https://revistaevoke.com.br/wp-content/uploads/2017/09/revista-evoke-avatar.png
Revista Evoke
Cinema, Entretenimento
05/10/18 15:19

A décima edição do Lobo Fest – Festival Internacional de Filmes realiza sua pré-estreia no Centro Cultural Banco do Brasil, entre os dias 2 e 7 de outubro, com a mostra Sou África – O Cinema Africano do Presente.

Serão exibidos 16 filmes, longas e curtas-metragens recentes produzidos em vários países da África Subsaariana. A programação inclui ainda sessão infanto-juvenil e uma homenagem ao cineasta de Burkina Faso, Idrissa Ouedraogo, um dos mais reconhecidos ícones do cinema africano, falecido em fevereiro deste ano.  Serão exibidos dois dos mais famosos títulos de sua filmografia: Samba Traoré e Tilai – Questão de Honra.

Os filmes selecionados revelam os mais diversos aspectos desses países, desde sua musicalidade, suas cores, sua natureza, seus problemas sociais, a beleza do povo, seu humor e suas tradições. Também destacam a luta e a força da mulher africana, traduzidas nos documentários  Soltar a voz (Ouvrir la voix) , sobre  mulheres negras dentro do processo colonial europeu na África e nas Antilhas, e A árvore sem frutos,  que mostra o sofrimento oculto das mulheres que não podem gerar filhos, bem como a quebra de certos tabus.

“A ideia é trazer um panorama audiovisual da África contemporânea que dialogue mais diretamente com o Brasil por questões históricas bastante óbvias. Por isso priorizamos a África Subsaariana. É preciso que o público tenha contato com esses filmes, até porque o Cinema Africano já tem vida própria e uma história plena de grandes referências como Ousmane Sembène, senegalês, considerado o pai do cinema africano, ou Idrissa Ouedraogo, de Burkina Faso, nosso homenageado da mostra”, explica o curador Ulisses de Freitas.

 

Programação Paralela

02 – Terça

20h30 às 21h30  –  Quilombo da Liberdade (Maculelê e Dança do Fogo)

 

03 – Quarta

18h – Lançamento do livro ”Espelhos, Miradouros, Dialéticas da Percepção”, da escritora Cristiane Sobral

 

04 – Quinta

18 às 22h – Food and Bike Trucks

18h30 às 19h30 – Oficina de Kuduro e Afrohouse

19h45 às 20h15 – Aulão de Afrohouse

20h30 às 21h – Apresentação de Dança Afro com o grupo Os Próprios

 

05 – Sexta

18 às 22h – Food and Bike Trucks

De 18h30 às 21h30 – Coletivo de DJ’s com os Dj’s Afrika e Renas Mix

20h – Apresentação de Semba e Kizomba com  Rodolfo e Thaiane

 

06 – Sábado

14 às 22 h – Food and Bike Trucks

15 às 17 h – Oficinas infantis de percussão e  tambores de papel com Juraci Pandeiro

18h30 às 21h30 – Coletivo de Djs com os DJ’s Afrika e Renas Mix

 

07 – Domingo

14 as 21 horas – Food and Bike Trucks

 

 

Filmes da Mostra

Sou África – Cinema Africano do Presente

 

Félicité

Direção: Alain Gomis

(Senegal, França, Bélgica, Alemanha, Líbano, 2017, 123’)

 

Wallay 

Direção:Berni Goldblat

(França-Burkina Faso, 2017, 1h24)

 

Soltar a voz (Ouvrir la voix) 

Direção : Amandine Gay

(França, 2017, 2h09)

 

O olho do furacão (L’oeil du Cyclone)

Direção: Sekou Traoré

(Burkina Faso, 2015, 1h37)

 

Nos passos da rumba (Sur le chemin de la rumba)

Direção: David Pierre Fila

(Congo-Brazzaville, 2014, 1h38)

 

O barco da esperança (La Pirogue)

Direção: Moussa Touré

(Senegal, 2011, 1h27)

 

Jimmy goes to Nollywood – doc

Direção: Rachid Dhibou e Jimmy Jean-Louis

(Nigéria, 2014, 52’)

 

L’arbre sans fruits

Direção: Kidy Aïcha Macky

(Niger, 2016, 56’)

 

La Sirene de Faso Fani

Direção: Michel K. Zongo

(Burkina Faso, 2015, 1h30)

 

Curtas-metragens

Visões (Visions)

Direção : Abba T. Makama, C.J. Obasi, Michael Gouken Omonua

(Nigéria, 2017, 19 min)

 

Não me esqueças (Forget me not)

Direção : Shveta Naidoo

(África do Sul, 2018, 10 minutos)

 

Caça à Bruxa (Witch Hunt)

Direção : Solomon Onita Jr

(Nigéria/EUA, 2018, 22 min)

 

Homenagem a Idrissa Ouedraogo

Samba Traoré (Samba Traoré)

(Burkina Faso, França, Suíça, 1992, 85 min)

 

Questão de honra (Tilai)

(Burkina Faso, 1990, 81 min)

 

África Infanto-juvenil

Sábado Cinema (Samedi Cinema)

Direção: Mamadou Dia

(Senegal, 2016, 12 min)

 

Minga e a colher quebrada

Direção : Claye Edou

(Camarões, 2017, 1h20)

 

Sobre o Lobofest

O Lobo Fest chega a sua décima edição, de 23 a 30 de outubro, consolidado como um festival cujo principal desafio é apresentar ao público um abrangente panorama global do CINEMA DO PRESENTE com foco na pluralidade audiovisual – desde filmes curtíssimos até longas-metragens, passando por curtas e médias, atendendo, assim, à produção independente, às novas experimentações audiovisuais e abrindo janelas para cinematografias fora do circuito comercial, potencializando as novas linguagens.

 

 

Sou África –  O Cinema Africano do Presente

Local: Cinema do CCBB

Data: 2 a 7 de outubro

Confira a programação e a classificação dos filmes no site: bb.com.br/cultura

Entrada franca mediante retirada de ingressos na bilheteria do CCBB

 

 

Revista Evoke

Acompanhe todas as novidades pelo instagram.