Estação Cerrado acontece agora em outubro

O projeto oferece oficinas e programação cultural

https://revistaevoke.com.br/wp-content/uploads/2017/09/revista-evoke-avatar.png
Revista Evoke
Cultura, Entretenimento
01/10/18 15:41

O mês já começa com arte e cultura, na Feira de Artesanato da Torre de TV. No dia 06 de outubro (sábado), das 9 às 18 horas, será realizada a segunda etapa do projeto Estação Cerrado. A iniciativa, contemplada pelo Fundo de Apoio a Cultura do Distrito Federal (FAC/DF), oferecerá à comunidade oficinas de instrumentos musicais e adereços étnicos, com recursos naturais do cerrado. Ainda na programação, a apresentação do grupo folclórico Bumba Meu Boi do Seu Teodoro, sob o comando de Guarapiranga Freire, filho caçula do saudoso Mestre Teodoro.

A produtora cultural e representante da mulher negra empreendedora, Ialê Garcia (49), abrirá a programação com a oficina de acessórios étnicos. Das 9 ao meio-dia, Ialê irá compartilhar técnicas para as produções de colares e adereços para cabelos. Tudo com materiais reaproveitados do cerrado como flores secas e sementes, elementos que fazem parte do DNA da feira.  “Será também uma manhã de bate-papo sobre a importância da cultura afro à comunidade e as possibilidades de produtos do nosso bioma, que podem gerar renda”, explica Garcia.

No período da tarde, às 13h, será a vez da Oficina de Instrumentos com o mestre Bernardo Lutier. Ele dará o passo a passo para a confecção do berimbau e do apito de bambu, que podem ser produzidos e tocados facilmente. O participante ainda poderá levar sua obra para casa. A ideia é que cada pessoa que passe pelo Estação Cerrado compreenda, por meio de sua própria produção, o valor imaterial agregado. Um enaltecimento das pessoas que vivem da arte e do cerrado.  “Cada peça, até mesmo os instrumentos, têm a sua identidade que é a sua marca e seu saber”, contextualiza Lutier.

 

Cultura Maranhense

O dia encerra com a alegria da cultura popular maranhese, que também faz parte da história do brasiliense, Bumba Meu Boi do Seu Teodoro. O público da Feira poderá acompanhar o cortejo, às 16h e, logo após, a belíssima performance com mais de 55 anos de existência, no Planalto Central.

A dança é embalada pelos seus mais diversos ritmos e sotaques e tida como uma das mais ricas representações do folclore brasileiro. É fruto da união de elementos das culturas europeia, africana e indígena, com maior ou menor influência de cada uma dessas culturas. A música é um elemento fundamental no Bumba Meu Boi. O canto normalmente é coletivo, acompanhado de matracas, pandeiros, tambores e zabumbas.

 

Estação Cerrado

 

6 de Outubro

Local: Feira de Artesanato da Torre de TV

Oficina de Acessórios Étnicos, das 9 horas às 12 horas

Oficina de Instrumentos Musicais, das 13 às 16 horas

Apresentação do Bumba Meu Boi do Seu Teodoro, às 16 horas

 

10 de Novembro

09h-12h – Oficina de Acabamentos em Peças Artesanais

14h-16h – Consultoria acabamento e qualificação das peças artesanais

16h – Show do Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro

 

15 de Dezembro

09h-12h – Oficina de turbantes étnicos

14h-16h – Consultoria Visão estratégica de mercado e propagação de técnicas e produtos por meio de marketing

16h – Show de Moçambique

 

Acesso liberado

Classificação indicativa: Livre

Oficinas com inscrições gratuitas e antecipadas pelo estacaocerrado2018@gmail.com

Vagas: 30 por oficina

Mais informações: (61) 9 8464 5403 / (61) 9 9232 0119

 

Revista Evoke

Acompanhe todas as novidades pelo instagram.