Dia Nacional do Cardiologista: saiba a importância desse profissional para a saúde do coração

Mais de 249 mil pessoas morreram por problemas no coração em 2020, segundo a plataforma Cardiômetro, da SBC

https://revistaevoke.com.br/wp-content/uploads/2017/09/revista-evoke-avatar.png
Revista Evoke
Bem Estar, Saúde
14/08/20 16:24

Hoje, 14 de agosto, é lembrado o Dia Nacional do Cardiologista. A data foi criada para reforçar a importância desse profissional e conscientizar a população sobre os cuidados com o coração. Neste ano, até às 19h30, da última quinta-feira, 13 de agosto, mais de 249 mil pessoas morreram por problemas no coração, conforme a plataforma Cardiômetro, da Sociedade Brasileira de Cardiologia, a SBC.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a OMS, as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte em todo o mundo. Dados mais recentes, divulgados pela entidade, mostram que só em 2015, 17,7 milhões de pessoas morreram em decorrência deste tipo de enfermidade. O que representou 31% das mortes registradas.

Thiago Siqueira, médico cardiologista do Hospital Anchieta de Brasília, ressalta a importância da data. “No Brasil, com o envelhecimento da população, torna-se urgente e necessária campanhas e datas como esta, que estimulem a mudança de hábitos de vida e proporcionem uma redução crescente no número de óbitos por infarto do miocárdio e doenças cerebrovasculares”, acrescenta.

Para ele, o papel atual do cardiologista é o de propulsor da estratégia de redução e controle de fatores de riscos (hipertensão arterial, diabetes mellitus, tabagismo, sedentarismo, dislipidemia obesidade). “Tudo isso faz com que nos tornemos o cerne na prevenção primária e secundária de eventos cardiovasculares”, pontua Siqueira.

O especialista continua: “a consulta ao cardiologista não deve ser lembrada apenas após o aparecimento de sintomas, devemos orientar sempre que estas avaliações façam parte de uma rotina preventiva”. Assim, segundo o especialista, pacientes com menores e maiores chances de desenvolverem doenças cardiovasculares serão monitorados, e a partir daí formulado uma estratégia de tratamento medicamentoso e não medicamentoso junto a esses diferentes perfis populacionais.

 

 

 

Revista Evoke

Acompanhe todas as novidades pelo instagram.