Conheça cinco segredos para se tornar um investidor de sucesso

De acordo com estudos do SPC e CNDL, apenas 1% da população brasileira investe na bolsa de valores

https://revistaevoke.com.br/wp-content/uploads/2017/09/revista-evoke-avatar.png
Revista Evoke
Economia, Notícias
16/07/20 16:15

Traje social completo, correria de um lado para o outro, milhares de pessoas ao telefone, o clássico cenário de Wall Street! Provavelmente são estas as primeiras imagens quem vem à mente quando surge o assunto “investimento”. Apesar de todo o glamour hollywoodiano, existe a crença de que ser um investidor de sucesso é apenas “coisa de filme”. Na realidade, investir hoje já é algo relativamente simples e que pode ser feito a partir da tela de um smartphone em poucos minutos.

Ainda assim, a principal – e menos rentável – escolha dos brasileiros é de aplicar o dinheiro em uma poupança. De acordo com estudos do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) junto à Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 62% dos entrevistados preferem a poupança, 27% guardarem o dinheiro em casa e 23% manterem na conta corrente, enquanto apenas 1% da população brasileira escolhe investir na bolsa.

Por isso, Josef Rubin, cofundador da Conquer , escola de negócios da nova economia, revelou cinco segredos para desmistificar o assunto e alcançar o sucesso no mercado financeiro.

 

Entenda suas opções

Atualmente existem diversas maneiras de aplicar o seu dinheiro, como o Tesouro Direto, fundos imobiliários e investimentos em ações. De maneira resumida, investimento é toda e qualquer aplicação financeira feita hoje que trará frutos a curto, médio e longo prazo, por meio de juros compostos que se somam ao valor inicial;

 

Seja paciente

O segredo é ser persistente e ter muita paciência. Isso porque, ainda que seja possível investir a curto prazo, as aplicações a longo prazo são mais consistentes e rentáveis, justamente por conta dos juros compostos;

 

Bens de consumo não são investimentos

Existe a falsa ideia de que se comprar um carro, uma casa ou até mesmo fazer consórcio também são maneiras de se investir, mas, na realidade não é bem assim. A justificativa para isso é bem simples: tudo o que gera custo, como IPTU, IPVA e juros que te faz perder dinheiro não é investimento;

 

Estude sobre o mercado e aplicações financeiras

A cultura e a educação brasileira não nos dão nenhum tipo de base sobre como cuidar e aplicar nosso dinheiro. Por sorte, com apenas alguns cliques e pouco – ou até mesmo nenhum – investimento, é possível ter acesso a conteúdos disponíveis na internet para entender sobre o setor, que vão desde filmes e séries, até cursos especializados;

 

 

Fique de olho em sua carteira de investimentos

É interessante checar e reavaliar a carteira a cada três meses, pelo menos. Desta forma, é possível entender se seus investimentos estão de acordo com suas expectativas e se há a necessidade de readequação. Vale ressaltar que é comum ocorrer oscilações na carteira, por isso, é importante avaliar com muita calma, precisão e saber respeitar seu perfil de investimentos.

 

 

 

Revista Evoke

Acompanhe todas as novidades pelo instagram.