Causa animal

Parlamentares apresentam projetos de leis pensando na melhoria da qualidade de vida dos pets

Tatiane Souza
Bem Estar, Vida Animal
16/01/20 14:20

Eles são os melhores companheiros que alguém pode ter e conseguem nos conquistar apenas com o olhar. Nos lares do Distrito Federal, há 507 mil cães e 122 mil gatos, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com levantamento feito pelo IBGE e atualizado pelo Instituto Pet Brasil, em 2018, a população de cães era de 54,2 e a de gatos 23,9, em todo país. Um total de 78,1 milhões de animais, sendo que desses, 5% são Animais em Condição de Vulnerabilidade (ACV), o que representa 3,9 milhões de pets.

No que diz respeito a população de ACV, os cães representam 69% (2,69 milhões), enquanto que os gatos correspondem a 31% (1,21 milhão), segundo o Instituto Pet Brasil. Para chegar a esse dado, foram levados em conta os bichinhos que vivem com famílias classificadas abaixo da linha de pobreza, ou que vivem nas ruas, mas recebem cuidados de pessoas.

Ainda segundo o levantamento do instituto, no país há 370 Organizações Não Governamentais (ONGs) que atuam na proteção animal. Sendo que 46% estão na região Sudeste; 18% na região Sul; 17% Nordeste; 12% Norte e 7% no Centro-Oeste.

Pensando na melhoria da qualidade de vida dos pets, parlamentares têm apresentado vários projetos de leis para a causa animal. Entre eles, estão o PL nº 258/2019, que visa a criação da Delegacia de Proteção Animal no âmbito do Distrito Federal (DPADF), de autoria do deputado Agaciel Maia (PR), proposta essa que foi aprovada pela Comissão de Meio Ambiente na Câmara Legislativa, em 24 de junho, com o intuito de garantir a proteção de animais domésticos, selvagens e exóticos.

Com a chegada das festas de fim de ano, é muito comum a soltura de fogos de artifícios ou qualquer artefato pirotécnico que produza estampido. Entretanto, todo esse barulho é prejudicial à saúde dos pets, eles podem chegar a ter convulsões e desmaios. Com o intuito de não causar mais esse transtorno nos animais, está em tramitação na Câmara Legislativa a PL nº 38/2019, do deputado Reginaldo Sardinha (Avante), que proíbe o manuseio, a utilização e a queima desses objetos.

Outro projeto em tramitação que podemos destacar é o PL nº 146/2019 do deputado Roosevelt Vilela (PSB), que visa a criação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência Veterinário (SamuVet) para resgate e socorro de animais nas vias públicas do Distrito Federal e estabelece que o serviço deverá funcionar 24 horas.

 

 

 

Revista Evoke

Acompanhe todas as novidades pelo instagram.