Brasiliense é bicampeão mundial de ciclismo

A prova realizada pela UCI Granfondo World Series em junho foi determinante para João Vitor Oliveira renovar a sua vitória na competição de contrarrelógio

https://revistaevoke.com.br/wp-content/uploads/2017/09/revista-evoke-avatar.png
Revista Evoke
Bem Estar, Esportes
03/07/19 09:50

Em junho deste ano, a cidade mexicana de San Luis Potosí recebeu 200 ciclistas para participar da prova de Contrarrelógio, realizada pela UCI Granfondo World Series. A competição foi determinante para selecionar os melhores atletas para o próximo desafio no esporte: o UCI Granfondo World Championship, que ocorrerá em setembro, na Polônia. Entre os vencedores, o brasiliense João Vitor Oliveira conseguiu se destacar e conquistou o primeiro lugar na modalidade com folga de 17 e 24 segundos entre o segundo e o terceiro lugar, respectivamente, João se consolidou como bicampeão mundial na modalidade.

Para os próximos meses, o foco do atleta será a prova específica de Contrarrelógio, cujo percurso possui 19 km de distância. A expectativa de Oliveira é manter o resultado de Melhor Atleta das Américas e conquistar um Top 5, algo nunca alcançado por um atleta Sul-Americano.

“Estou em fase de adaptação para esse novo ciclo de treinos. Agora, intensifiquei os exercícios na academia e, na bike, praticamente extingui subidas. O foco está sendo o terreno plano, algo que temos bastante em Brasília”, explica.

A organização do UCI Granfondo World Championship contará com a participação de mais de 45 país e, aproximadamente, quatro mil atletas. Dentre eles, três outros atletas brasileiros, além do João Vitor.

 

Dificuldades

Para o ciclista, a falta de competições em Brasília atrapalha a preparação dos atletas. Isso dificulta o “ritmo de prova”, fator determinante para estabelecer como o atleta se mantém durante a competição. “O evento no México serviu como preparação, além de ter indicado aspectos a serem melhorados. É preciso estar sempre buscando o meu melhor”, informa.

 

Principais títulos 

João Vitor Oliveira foi o único brasileiro a competir em San Luis Potosí, em junho, na prova de Contrarrelógio, realizada pela UCI Granfondo World Series.

Além do primeiro lugar conquistado pelo segundo ano consecutivo, o ciclista garantiu sua vaga para a competição UCI Granfondo World Championship, que ocorrerá em setembro, na Polônia.

Para conseguir êxito no percurso, o brasiliense precisou de um treinamento intenso e focado na competição. Os treinos, realizados nos Estados Unidos, foram feitos seis vezes por semana na própria bike do atleta. Além disso, João contou com exercícios regulares na academia.

 

O começo

Caçula de uma família de três filhos, João Vitor diz ter sido influenciado pelo irmão Luis Felipe, de 30 anos, que é administrador e há muitos anos pedala aos fins de semana, fazendo trilhas e longos pedais pela região circunvizinha a Brasília. “Comecei a pedalar em 2006 e, dois anos depois, já estava competindo em provas locais. Nesta época, entrei para a equipe de base da Caloi, no interior de SP, e comecei a competir no Brasil inteiro”, conta o atleta, lembrando que, no início, a prática se dava pelo simples prazer e pela sensação de liberdade trazida pela bike.

 

Prêmios conquistados

  • O Prêmio Brasília, de melhor atleta da categoria por dois anos seguidos (2016 e 2017);
  • Atual campeão mundial de Contrarrelógio  UCI Granfondo World Series (México, 2018);
  • Vice-campeão UCI Granfondo World Series (Dubai 2018); campeão mundial UCI Granfondo World Series em 2017 (México);
  • Melhor atleta latino americano na Final do Mundial de Granfondo UCI (UCI Granfondo World Championships) na França, no ano passado.

 

 

Revista Evoke

Acompanhe todas as novidades pelo instagram.