Aumenta o número de infrações na faixa de pedestre

Dados indicam que é 84% maior que no primeiro trimestre do ano passado, quando 1.409 condutores cometeram as infrações

https://revistaevoke.com.br/wp-content/uploads/2017/09/revista-evoke-avatar.png
Revista Evoke
Notícias, Segurança
09/04/19 11:23

De acordo com um levantamento preliminar do Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF), neste ano, 2.595 condutores foram flagrados deixando de dar preferência de passagem a pedestre na faixa, uma média de 30 autuações por dia no DF. Ainda existem registros em processamento, mas os dados já indicam que o quantitativo é 84% maior que no primeiro trimestre do ano passado, quando 1.409 condutores cometeram as infrações.

Em fevereiro deste ano, o Detran-DF deu início à Operação Segurança na Faixa, na qual as equipes de fiscalização atuam em pontos de grande fluxo de pessoas, especialmente, nas proximidades de escolas, com a intenção de garantir uma travessia segura e coibir infrações de trânsito. Segundo o diretor de Policiamento e Fiscalização de Trânsito, Roberto Da Cruz, o objetivo é fortalecer atitudes de respeito ao pedestre. “A ação das equipes do Detran-DF foi aprovada pela população, além de propiciar uma sensação de segurança aos pedestres, traz maior tranquilidade aos pais de alunos”, destaca Da Cruz.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, deixar de dar preferência de passagem a pedestre que se encontre na faixa a ele destinada é infração gravíssima, com penalidade de multa no valor de R$ 293,47 e sete pontos na CNH.

Faixa de pedestre

Desde 1997, o Detran-DF tem promovido diversas ações que garantem ao pedestre mais segurança ao realizar a travessia em via pública. Atualmente, o DF possui mais de cinco mil faixas não semaforizadas.

No ano anterior à implantação da sinalização, foram registradas 266 mortes de pedestres no DF. Em 2018 ocorreram 105 óbitos, isso significa que, se comparado a 1996, o ano passado registrou uma queda de 60,5% no quantitativo de pedestres mortos.

Apesar do crescimento da frota de veículos registrados no DF, que em 1996 era de aproximadamente 470 mil veículos, e em dezembro de 2018 chegou a 1.773.295 veículos, os dados indicam uma diminuição expressiva no número de óbitos de pedestres. E pode se afirmar que, nos últimos 21 anos, 1.331 vidas de pedestres foram preservadas no trânsito do DF.