60! Década de Arromba

Wanderléa apresenta espetáculo em Brasília

http://revistaevoke.com.br/wp-content/uploads/2017/09/revista-evoke-avatar.png
Revista Evoke
Entretenimento, Música, Sem categoria
17/05/18 15:59

Uma superprodução com a rainha da Jovem Guarda, Wanderléa, liderando um elenco de 24 atores, cantores e bailarinos, e uma orquestra com 10 músicos, o espetáculo conta a história da década de 1960: um cenário político, social, comportamental e musical que marcaram época.

“60 foi uma década muito importante em vários aspectos: nas artes, no esporte, nos movimentos sociais e políticos e no avanço tecnológico. Descobri durante o processo da peça que estávamos fazendo um documentário musical, em que cantamos toda a história sem utilizar nenhum personagem real. A única personagem que trazemos para a cena é a Wanderléa, interpretando ela mesma. Um luxo”, conta o diretor Frederico Reder.

Fruto de uma extensa pesquisa feita por Frederico Reder e Marcos Nauer, 60! Década de Arromba – Doc. Musical tem início com um prólogo, sobre a chegada do rádio ao Brasil, em 1922, e pela popularização da tevê na década de 1960.  A partir desse ponto, o espetáculo desenvolve, através dos versos de mais de cem canções, acontecimentos históricos que marcaram época. Ganham o palco e a cena, a musicalidade e as letras de Roberto e Erasmo, passando por Dalva de Oliveira, Cauby Peixoto, Elvis Presley, Beatles, Tony e Celly Campello, Bibi Ferreira, Edith Piaf, Tom e Vinicius, Milton Nascimento, Gil e Caetano, Maysa, Geraldo Vandré, dentre tantos outros.

“Quando eu e o Marcos Nauer (que assina o roteiro e pesquisa) estávamos entendendo como era esse gênero que queríamos apresentar ao público jamais poderíamos imaginar que a peça teria toda essa repercussão de crítica e público. Foi um trabalho feito do coração e com a cumplicidade e parceria da grande Wanderléa, que acreditou nas nossas loucuras e embarcou sem medo. Viva o tempo do amor”, diz o diretor Frederico Reder. “Fiquei muito emocionada em receber esta homenagem justamente quando a Jovem Guarda completa 50 anos. Nunca havia imaginado integrar um grande musical”, diz Wanderléa.

Ícone pop da década de 1960, Wanderléa é símbolo de vanguarda. Como primeira mulher a posar nua grávida, para uma foto, e pioneira no uso de minissaias contribuiu na busca por direitos, entre homens e mulheres, e na liberdade e independência das mulheres de sua geração. O momento era de grande agitação política, jovens reivindicavam seus direitos pregando a bandeira do amor. Neste embalo, Wanderléa cantava os sonhos de milhões de brasileiros nas letras da música “É o Tempo do Amor”.

 

 

60! DÉCADA DE ARROMBA – DOC. MUSICAL

Local: Salão Master – Centro de Convenções Ulysses Guimarães

Sessões: 18, 19 e 20 de maio

Horários: sexta e sábado às 20h30 e domingo às 19h

Classificação indicativa: 14 anos

Duração: 180 minutos

 

 

Revista Evoke

Acompanhe todas as novidades pelo instagram.