Trânsito mais seguro

DF fecha 2017 com redução histórica no número de mortes no trânsito

Revista Evoke
Aplausos, Lifestyle
02/01/18 10:18

Em 2017 o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) inovou em procedimentos e prestação de serviços, a fim de garantir, além da segurança no trânsito, qualidade e facilidade no atendimento para a população de Brasília. Por isso, a Autarquia fez um balanço preliminar dos principais projetos e resultados alcançados ao longo do ano.

De janeiro a novembro, a Diretoria de Educação realizou 806 ações educativas e atingiu um público de 721.057 pessoas. A Escola Pública de Trânsito ofereceu 205 cursos e palestras para 79.067 alunos. A Engenharia implantou os bolsões de motos, sinalizou 3.800 faixas de pedestres e substituiu ou reciclou cerca de 5.113 placas de trânsito.

As ações de fiscalização somaram 1.659 operações. O trabalho para coibir a direção após o consumo de bebida alcoólica já resultou no registro de 23.056 infrações pelo artigo 165 do CTB e levou aproximadamente 1.452 condutores para as Delegacias de Polícia, em flagrante por alcoolemia.

Aproximadamente 1,4 milhões de atendimentos foram realizados nas 19 unidades do órgão espalhadas pela cidade, afinal de contas, Brasília fecha o ano com uma frota estimada em 1.712.481 veículos. Foram aplicados 139.932 exames teóricos e práticos de direção, e emitidas 361.193 CNH’s.

Além disso, o DF bateu recorde histórico no número de mortes no trânsito. No mês de novembro, o número de mortes provocadas por acidentes de trânsito caiu 42% no Distrito Federal. Foram 18 vítimas fatais contra 31 em novembro do ano passado. Conforme dados da Estatística do Detran-DF, desde dezembro de 2016 o órgão vem registrando uma queda consecutiva no número de mortes no trânsito. Considerando somente os números deste ano, de janeiro a novembro de 2017, ocorreu uma redução de 34,7%. São 235 mortes contra 360 no mesmo período do ano passado.

Com esse resultado, o Detran-DF trabalha com a expectativa de ultrapassar a meta determinada pela Organização das Nações Unidas (ONU), de reduzir o número de mortes em 50% na década 2011 a 2020, tornando-se um exemplo nacional de combate à violência no trânsito. Em 2011, foram registradas 465 mortes no trânsito do DF. Este ano, até o dia 30 de novembro, morreram 235 pessoas em acidente. Uma redução em torno de 49,4%. Isso indica que o Distrito Federal deverá atingir a meta da ONU já em 2018. A Década de Ação pela Segurança no Trânsito foi lançada em maio de 2011. O programa envolve dez países que se comprometeram a tomar medidas para prevenir os acidentes que, segundo a ONU, matam cerca de 1,3 milhão de pessoas por ano no Brasil.

 

 

Revista Evoke

Acompanhe nosso instagram e veja no stories às novidades.