#EvokeFeminist – Mulheres em cargo de liderança na Rede McDonald’s

Elas apostaram em qualificação para avançar no placar da igualdade

Revista Evoke
Gastronomia, Lifestyle
06/03/18 14:12
Ser responsável pela área de Tecnologia de uma multinacional reconhecida no mundo inteiro, atendendo mais de 900 restaurantes e 50 mil funcionários no Brasil, garantindo que os cerca de 2 milhões de clientes diários tenham uma experiência excelente com a marca. Um desafio gigante, mas que serviu para tornar Renata Zepelini, Diretora de Tecnologia da Informação do McDonald’s, uma inspiração dentro da companhia.
Filha de uma cabeleireira e um contador, Renata sempre teve no trabalho árduo deles uma fonte de inspiração para encarar uma carreira complexa e predominantemente exercida por homens. Com capacitação e dedicação, desenvolveu-se profissionalmente e pessoalmente para superar cada obstáculo. “Se em alguma situação tive o julgamento por eu ser mulher, ele foi combatido da melhor maneira: sendo ignorado. Eu me capacito muito para exercer o meu trabalho e por isso confio na entrega que realizarei”, afirma a Diretora, que possui graduação em Processamento de Dados pela Universidade Presbiteriana Mackenzie e está no McDonald’s há quase sete anos.
Embora os avanços femininos sejam muitos e visíveis, a executiva defende que a sociedade precisa dar mais um passo em relação aos direitos das mulheres, com o engajamento maciço das empresas. “O McDonald’s tornou-se signatário dos Princípios de Empoderamento das Mulheres e do movimento HeforShe (ElesporElas) da ONU Mulheres, e isso foi um grande marco para a instituição e para as mulheres que aqui trabalham”, comenta a diretora.
O talento e a personalidade levaram Renata não apenas ao cargo de Diretora, em que lidera um time de cerca de 50 pessoas, mas também a transformaram em uma referência dentro do McDonald’s, uma fonte de inspiração aos colegas, e uma das vozes mais ativas no Comitê que discute a promoção da Inclusão e Diversidade no dia a dia da empresa. “Já temos muitas iniciativas, mas precisamos ainda percorrer um caminho para ter mais mulheres na posição de liderança executiva na empresa”, defende.
Para Marcelo Nóbrega, Diretor de Recursos Humanos da Arcos Dorados, o reconhecimento só reforça a importância de práticas e iniciativas que permitam com que as mulheres tenham cada vez mais espaço em posições de liderança.
“Buscamos dar representatividade às mulheres, que são maioria na população brasileira e que muitas vezes são as únicas responsáveis financeiras por suas famílias, além de ser o ponto focal dos filhos. Promover condições e oportunidades para que cada vez mais elas tenham espaço nos principais cargos de liderança é o nosso desafio diário e, acredito que deva ser o de todas as empresas que se preocupam com relações igualitárias”, diz.
Nascida em Brasília, Regineide Oliveira procurava encontrar estabilidade na vida profissional. Ela buscava trabalhar em ambiente que a permitisse realizar seus sonhos e viu no McDonald’s uma oportunidade. Segundo a funcionária, assim que entrou na empresa com apenas 17 anos, tratou de observar e estudar o plano de carreira da marca e descobriu que a rede oferece oportunidades para quem tem o objetivo de crescer.  De Atendente se transformou em Treinadora, chegando a ser Coordenadora de Negócios, e também a ocupar a extinta função de Coordenadora Administrativa. Ainda foi Gerente de Plantão, Gerente de Restaurante até chegar a Gerente de Negócios, sua função atual.
Formada em Administração de empresas, Regineide revela que descobriu o seu lado empreendedor durante os seus 18 anos de trabalho no McDonald’s. Ela conta que além de aproveitar as oportunidades para crescimento profissional, aplicou o que sabia em sua vida pessoal também.
“Trabalhar no McDonald’s nos dá a possibilidade de desenvolver e aprimorar qualidades. Quando vi que gostava do que fazia tratei de compreender o que era uma empresa e por isso me especializei para dar o meu melhor no meu local de trabalho”, ressalta. E complementa: “Foi nesse local que aprendi que podemos realizar nossos sonhos com muito trabalho e força de vontade. Aqui consegui comprar meu carro, meu apartamento, financiar meus estudos e por isso sou muito grata à família McDonald’s”, afirmou.
Regineide revela ainda que mesmo com o tempo dedicado à empresa, consegue conciliar a vida pessoal e profissional. Casada e sem filhos ela diz que aproveita seus dias de folga e período de férias para realizar as atividades que mais gosta como praticar esportes e viajar.

Revista Evoke

Acompanhe nosso instagram e veja no stories as novidades.