Equilíbrio emocional é um dos pilares para o sucesso

Gerente-executiva da Febracis Brasília conta a trajetória de resiliência e êxito profissional

Revista Evoke
Bem Estar, Evoke Mind
08/03/18 16:57

O Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, é o resultado de uma trajetória marcada por movimentos e protestos sociais, desde o século XIX. A busca incessante por direitos humanos, dignidade e igualdade, e, sobretudo, por ter voz ativa em uma sociedade reinada pelo gênero masculino trouxe à mulher um protagonismo que é refletido em muitas organizações.

A presença feminina no mercado de trabalho responde atualmente por 43,8% de todos os trabalhadores brasileiros. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), elas representam 37% dos cargos de direção e gerência. No entanto, muitas mulheres que chegam ao topo e alcançam o sucesso profissional vêm de uma trajetória marcada por dificuldades e lutas. É o caso de Gislaine Dias, gerente-executiva da Febracis Brasília.

Ela nasceu em Ubari, pequeno vilarejo no interior de Minas Gerais. Filha de uma família simples, a mãe era professora e o pai era padeiro. Aos 14 anos saiu da vila para trabalhar e estudar fora. Por meio de uma bolsa de estudos, aos 17 anos conseguiu passar em primeiro lugar no vestibular da Universidade Federal de Juiz de FORA (UFJF) para o curso de Química. Três meses depois, recebeu a notícia de que sua mãe estava doente, e após um ano de internamento, faleceu. Aos 22 anos, o pai também faleceu e o único irmão faz parte da lista de desaparecidos no Brasil. Em meio ao caos familiar, a gestora chegou a pensar em interromper a própria vida, quando decidiu que era tempo de mudar de cidade.

Escolheu Brasília como seu habitat, um lugar para morar, trabalhar, enfrentar os traumas pessoais, sonhar e realizar. “Um lugar para mudança e uma opção para esquecer o passado”, define a gestora. Nessa busca incessante por uma qualidade de vida e por novas experiências, ela conheceu o Método CIS – Um treinamento com três dias de duração que proporciona o acesso a técnicas, ferramentas e conhecimentos científicos, capazes direcionar as pessoas em suas vidas e desenvolver sua inteligência emocional. Esse programa foi a base para reconhecer que os dilemas pessoais refletiam diretamente em sua carreira. “Por ser mulher, tinha a vitimização, de sentir-me o sexo frágil. Tinha muitos vícios emocionais e acreditava que o mundo estava contra mim. Eu era uma vítima total da vida. Investi em muitas terapias, mas em todas foram frustradas”, explica Gislaine Dias.

 Após o treinamento, a gestora reconheceu as lacunas de sua vida e começou a trabalhar para solucionar esses problemas. O resultado desse trabalho, foi que, ao longo de 1 ano, teve uma mudança de vida radical, o que impactou positivamente na sua carreira. Hoje ela é uma executiva de sucesso, e na Febracis Brasília sendo responsável por uma equipe de mais de 50 profissionais, que atua nas regiões do Distrito Federal e de Goiânia. Essa mudança não aconteceu da noite para o dia, foi resultado de muita capacitação. Segundo a gestora, ela descobriu que existe uma linha tênue entre o racional e o emocional e não adianta querer guardá-los em lugares separados. “Ninguém é pura emoção ou racionalidade, isto é, a fonte da satisfação, tanto pessoal quanto profissional, é encontrar o equilíbrio”, destaca.

Gislaine Dias define que a inteligência emocional é o pilar para o sucesso, E no caso das mulheres, percebeu que a “liderança feminina pode ser firme, mas doce”. Para isso, nós, mulheres, precisamos desenvolver o equilíbrio em todas as áreas da nossa vida”. Para obter maiores resultados na empresa, ela aplica as técnicas do Coaching Integral Sistêmico. Uma das ferramentas utilizadas é o MAAS – Mapa de Autoavaliação Sistêmica. Em que os colaboradores identificam como está, numa escala de 0 a 10, cada um dos onze pilares: Espiritual, Parentes, Conjugal, Filhos, Social/Lazer, Saúde, Servir, Intelectual, Financeiro, Profissional e Emocional. E, junto à gestora, traçam ações para que suas vidas sejam mais equilibradas.

Para concluir, Gislaine Dias, defende que o equilíbrio emocional é uma chave para o sucesso, pois “muitas vezes a vida impõem situações indesejadas, mas, ao reconhecer os problemas e enfrentá-los, podemos conquistar aquilo que tanto almejamos”.