Conheça o dia a dia do viajante corporativo

Saiba algumas dicas necessárias para boas viagens

Revista Evoke
Entretenimento, Turismo
25/04/18 15:49

Alguns exercícios rotineiros como: tomar um café da manhã, ir para o trabalho ouvindo sua música preferida no rádio do carro, intervalo para o almoço, chopinho com os amigos no final do expediente e dormir na hora certa, depois de avançar algumas páginas no livro do momento, não faz parte da rotina de viajantes corporativos. Eles podem chegar a ficar mais dias no ano fora de casa do que o contrário. Esse é o caso do Diretor de Expansão da Slaviero Hotéis, Eraldo Santanna.

O executivo faz diversas visitas a outros estados e chega a ficar cerca de 200 dias fora de casa. Com isso, ele vai dar dicas preciosas que vão facilitar o dia a dia dos iniciantes nessa rotina.

 

O melhor para poder crescer e aguentar o tranco

Eraldo comenta que sempre que seus voos são pela manhã ele prefere tomar café ainda em casa. Ele diz que a alimentação merece atenção especial de quem passa muito tempo entre aeroportos e hotéis.

 

Onde está Wally?

Os imprevistos podem acontecer, principalmente porque ele viaja sozinho. Por isso, é importante manter contato com alguém da família. Sempre estar avisando eles se já desembarcou, chegou ou saiu do hotel e etc. Enquanto isso, para aproveitar seu tempo extra, aquele passeio básico pela cidade. Aliás, carregar sempre o cartão/chave do quarto, onde constam o nome e endereço do hotel.

 

Fidelidade

O tempo é precioso para quem tem uma agenda de viagens corrida. Dessa forma, viajar sempre com a mesma cia aérea pode render muitas vantagens. Quanto mais pontos de milhagem acumuladas com a mesma cia, maior o status do viajante. Mais do que ser o primeiro da fila, a vantagem é importantíssima para quem fará conexão com espaço curto de intervalo entre um voo e outro. Com isso, é possível embarcar primeiro no voo e, além de ficar nas primeiras poltronas, ainda garante lugar privilegiado para a mala no bagageiro. Por isso também, é ideal não despachar bagagem nenhuma e levar tudo que puder na mala de mão.

 

Sempre em forma

Quem não abre mão de se exercitar, deve considerar a corrida como primeira opção. É preciso apenas um par de tênis e uma roupa leve, além de ser excelente oportunidade para conhecer um pouco da cidade. Se optar pela academia do hotel, observar que os melhores horários costumam ser no meio da tarde ou depois das 21h. Checar se o hotel tem serviço de aluguel de bicicleta também é uma boa.

 

Identidade Bourne

Perder qualquer coisa em uma viagem pode gerar um problema enorme. Por isso, a dica é fotografar todos os documentos – RG, passagem, carteira de motorista –, pois em caso de perda, é possível embarcar mostrando a imagem de documentos com fotos. Eraldo comenta ainda que o caminho inverso também é importante – ter números básicos de telefone memorizados para o caso de perder o celular e precisar entrar em contato com a família, alguém da empresa ou serviço de transporte.

 

 

Revista Evoke

Acompanhe todas as novidades pelo instagram.