Carros que deixaram saudades

Modelos cheios de personalidades que conquistaram o povo

Revista Evoke
Automóveis, Lifestyle
22/12/17 11:04

Há cinco décadas, caminhar ou dirigir pelas ruas do Brasil era uma experiência bem diferente. Além do cenário característico da época, os carros que circulavam eram emblemáticos e marcaram a história automotiva do País. É raro encontrar um modelo que tenha um impacto tão grande na sociedade ao ponto de se tornar referência de clássico e ainda mantenha um equilíbrio entre o luxo e a esportividade.

Inspirado no Ford Mustang, o Ford Maverick chegou ao País com a missão de se posicionar para o público jovem como um esportivo médio, com uma grande potência e um porte que beirava o luxo, sendo extremamente atrativo e único pelo design arrojado cheio de personalidade. Uma curiosidade é que o carro foi a referência no livro de Paul William Gregson, Maverick, Um Ícone dos Anos 1970.

Ford foto antiga do 1967 Ford Galaxie primeiro automovel de luxo fabricado no brasil

Produzido originalmente nos Estados Unidos, o modelo Ford Galaxie chegou por aqui há 50 anos e conquistou os brasileiros, especialmente pelo seu porte e tamanho, que passava de cinco metros de comprimento – o que era considerado grande mesmo para os padrões norte-americanos. O automóvel foi produzido até 1983 em três versões: Galaxie 500, Landau e LTD. Apontado como um dos carros mais luxuosos do País, em 1967 foi o primeiro com direção hidráulica e também o pioneiro em oferecer opção de transmissão automática.

O Del Rey manteve o mesmo padrão de qualidade e acabamento do Landau, com a vantagem adicional de grande economia de combustível. O lançamento proporcionou ao consumidor a opção de um automóvel de duas ou quatro portas, motores robustos e econômicos, além de agregar acessórios práticos que até os concorrentes mais requintados não ofereciam. Ele foi o pioneiro, no Brasil, em versões com conjunto de travas e vidros elétricos, considerados arrojados para o cenário do mercado nacional. Mesmo agregando acessórios práticos e inovadores, o Del Rey não perdeu a robustez que já era inerente ao Corcel.

 

 

Revista Evoke

Acompanhe nosso instagram e veja no stories às novidades.